Museu Ciências Naturais PUC-MG

veja no mapa Endereço: Avenida Dom José Gaspar, 290 - Coração Eucarístico - Belo Horizonte/MG
Telefone: (31) 3319-4152

GUIA BH: Museu Ciências Naturais PUC-MG - Turismo, Museus e Igreja - Encontre o endereço e telefone no GUIABH.


Data de Atualização: 04/01/2017

O Museu de Ciências Naturais da PUC Minas está localizado no campus Coração Eucarístico, em um prédio construído unicamente para abrigar as peças do acervo. Os horários de visitação ao museu, incluindo feriados, são de terça a sábado, das 9h às 17h, e às quintas até as 21h. Os ingressos custam R$10; menores de 4 anos são isentos; e de 4 a 12 anos e maiores de 60 anos pagam R$5.

O museu abriga um importante acervo de zoologia. A coleção de paleontologia destaca-se pelas descobertas de mamíferos do Pleistoceno da América do Sul. As coleções de vertebrados da fauna atual contemplam anfíbios, répteis, aves e mamíferos. Tendo completado 33 anos em julho de 2016, o museu é um espaço interdisciplinar da Universidade que complementa a extensão de serviços à comunidade. Um incêndio no início de 2013 destruiu parcialmente as instalações, mas a reserva técnica foi preservada.

Recentemente, o museu expôs a réplica do crânio de uma das mais famosas espécies de dinossauros no mundo, o Tiranossauro Rex. Os visitantes têm acesso à réplica do exemplar original nº 5.027, exposto no Museu Americano de História Natural (AMNH), em Nova York. 

O Tiranossauro Rex, um dos mais procurados pelas crianças que visitam o Museu de Ciências Naturais, está exposto juntamente com o acervo que atualmente conta com seis esqueletos completos de dinossauros, quatro esqueletos de aves (extintas e não-extintas) e 13 exemplares de animais taxidermizados, além da exposição de animais do cerrado, no segundo andar do Museu.

O museu conta com a exposição Fauna Exótica, no terceiro andar, com o corpo do Idi Amin, famoso gorila que habitou o zoológico de Belo Horizonte. O corpo do gorila está exposto ao lado do de outra gorila, a Cleópatra, que também veio do zoológico. Eles ficam ao lado dos esqueletos dos elefantes Joca e Margarete, também vindos do zoológico de BH.

Em junho de 2015, a PUC Minas, em ação conjunta com o canal Futura, inaugurou a Sala Futura no museu. Com o objetivo de oferecer à comunidade acesso gratuito a conteúdos educativos, socioambientais, de lazer e cidadania, o acervo audiovisual produzido pelo Canal Futura e disponibilizado na sala é utilizado em atividades e projetos pedagógicos, com o objetivo de promover debates sobre diversos temas e contribuir para a formação educacional da população local.

Nas férias de julho e janeiro, o museu desenvolve programação especial para crianças, como pesquisador mirim, explorador do museu, trilha guiada na mata, oficinas variadas guiadas, jogos interativos, entre outras atividades.

No primeiro andar, a exposição "Era dos Répteis" é integrada por, entre outros: um esqueleto real, completo, do jacaré do papo-amarelo, oriundo de Minas Gerais, em posição de nado; outros três crânios reais, um do jacaré-açu, da Amazônia, cujo comprimento do animal chega a cinco metros; um do jacaretinga ou jacaré-coroa, proveniente da Amazônia; e um do jacaré-anão, cujo corpo do animal mede menos de um metro. Também estão em exposição cópias de três crânios: um do jacaré gigante (Purusaurus), do Acre; um de jacaré terrestre (Baurusucus), de Bauru (SP), e outro também de jacaré terrestre, o Spharhisaurus, do interior do norte de São Paulo.c

No segundo andar, a preguiça gigante integra a exposição "A grande extinção - 11 mil anos", com animais existentes no período Pleistoceno. Neste andar também estão as exposições "Peter W. Lund: memórias de um naturalista; e Vida no Cerrado". O museu possui uma das principais coleções de mamíferos fósseis da América do Sul, coleções de botânica e da atual fauna brasileira de mamíferos, aves, répteis, peixes e anfíbios.

No terceiro andar, ficam as exposições "Fauna Exótica e Vida na Água", que reúne esqueletos reais de animais, como elefantes e hipopótamo, entre outros.

No museu também acontecem os Concertos Dominicais Peter Lund, com apresentação de orquestras de câmara e outras, aos domingos, com entrada gratuita. Também recebe inúmeras exposições culturais.

O museu desenvolve ainda o tombamento de novas peças (que inclui o processamento, catalogação e descrição, produção de artigo científico, por exemplo). Em 2013, o museu forneceu duas réplicas para o Museu de Maquiné, integrante da Rota Lund: uma preguiça, a Notreterium maquinensis, e um urso da face curta.

Em 2013, foi inaugurado o Laboratório de Bioacústica, um dos mais bem equipados do Brasil e que reúne banco de dados de sons de animais, por meio dos mestrados em Biologia de Vertebrados e em Engenharia Elétrica da Universidade, com financiamento da mineradora Vale e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig).

Professores pesquisadores do Programa de Pós-graduação stricto sensu em Biologia de Vertebrados e do Departamento de Ciências Biológicas atuam no museu, sendo os curadores das coleções oriundos desses dois setores. Várias pesquisas também são desenvolvidas no museu por estudantes da PUC Minas e de outras instituições.

 

ENDEREÇO: 
PUC Coração Eucarístico - (av. Dom José Gaspar, 290,Campus Coração Eucarístico, em Belo Horizonte)

HORÁRIOS:
de terça a sábado, das 9h às 17h, e às quintas até as 21h.

INGRESSOS:
R$10; menores de 4 anos são isentos; e de 4 a 12 anos e maiores de 60 anos pagam R$5.

MAIS INFORMAÇÕES:
(31) 3319-4152.



O Museu de Ciências Naturais da PUC Minas encontra-se no campus Coração Eucarístico, em um prédio construído unicamente para abrigar as peças do acervo.