Conservatório de música da UFMG

veja no mapa Endereço: Av. Afonso Pena, 1534 - Centro - Belo Horizonte/MG
Telefone: (31) 3409-8300

Conservatório de música da UFMG - Programação, Espaço Cultural


Data de Atualização: 20/02/2014

Editor HTML Online

O Conservatório UFMG é um complexo cultural de Belo Horizonte que além de manter estreito vínculo com a área de música (abrigou durante vários anos a Escola de Música da Universidade Federal de Minas Gerais) serve também como espaço para outras formas de manifestações culturais, abrigando auditórios, salas de aula e pátio interno para eventos, além da Sala de Recitais.

Em 2001, foi inaugurado o pré-dio anexo com praça coberta, livraria e espaço para instalação de um restaurante. Essa infra-estrutura permite a realização de eventos variados: de congressos, cursos, seminários e reuniões a lançamentos de livros e apresentações artísticas e culturais. Órgão ligado à Pró-Reitoria de Extensão da UFMG, o Conservatório teve sua restauração custeada pela Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep), responsável, ainda, pela manutenção de duas das suas séries de Concertos atuais.

História:

Inaugurado em 5 de setembro de 1926 pelo então presidente do Estado de Minas Gerais, Fernando Mello Viana, como sede do Conservatório Mineiro de Música, teve grande influência na vida cultural de Belo Horizonte nas décadas seguintes, projetando alunos e professores como musicistas atuantes na vida artística da capital mineira. Em 4 de dezembro de 1950 foi federalizado, transformando-se em estabelecimento de ensino superior e, em 30 de novembro de 1962, foi integrado à UFMG. Em 15 de março de 1988, foi tombado como patrimônio arquitetônico pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (IEPHA).

Durante mais de trinta anos, a Escola de Música da UFMG teve como sede o prédio do Conservatório. Com a mudança da Escola de Música para o campus da Pampulha, em 1996, o prédio foi cedido à Prefeitura de Belo Horizonte, para abrigar a Comissão Organizadora do Centenário da cidade, durante todo o ano de 1997. A partir de 1998, o local recebeu investimentos da Universidade, através da sua Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep), para revitalização e restauração. O trabalho – do projeto à execução da obra – foi desenvolvido pelo arquiteto Gaston Oporto.

Em 11 de agosto de 2000, o Conservatório UFMG foi inaugurado como um novo complexo cultural, com sala de recitais, galerias de exposições, auditórios, salas de aulas e espaço para eventos. Em dezembro de 2001, foi entregue a etapa de construção dos dois primeiros andares – de um total de quatro – do prédio anexo, que abriga o restauranteAllegro, a Livraria da Editora UFMG e uma praça coberta para eventos culturais. A segunda etapa – que ainda depende de recursos financeiros para a sua construção - inclui os dois andares restantes, onde será instalado o Museu da UFMG.